quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Corajoso grupo de conservadores apoia e cobra do Colégio Anchieta posição face ao feminismo de esquerda

Um grupo de corajosos conservadores porto-alegrenses que se auto-denominam Resistência Conservadora iniciaram um abaixo-assinado contra as ações ocorridas no Colégio Anchieta, onde uma menina ligada ao grupo Juntos, coordenado pelo PSOL, promoveu um ato feminista dentro da escola católica contra a decisão da diretoria de proibir a vestimenta "shortinho" dentro de suas dependências.

"Titia" Luciana Genro, agora miliciando meninas menores de idade das classes médias-altas para a extrema-esquerda

Aproveitando o lamentável ocorrido e em meio à inércia da escola, que resolveu apelar à amenidade do "diálogo", o grupo Resistência Conservadora cobrou atitude da coordenação jesuíta que fundou e administra a instituição em busca da própria essência tradicional católica, prestando o seu apoio público na hipotética decisão energética que o colégio venha a tomar.

Para quem desejar assinar o abaixo assinado: CLIQUE AQUI.

Um comentário:

Ofensas religiosas ou pessoais serão excluídas. Seja prudente e tenha caridade em seu comentário.